22.06.2011 | por georgia

Fotografia – Segunda Equipe?

Eu já falei aqui sobre a diferença entre contratar uma empresa de fotografia, e contratar um fotógrafo.

Ultimamente nós temos notado um novo “nicho” entre os fornecedores de fotografia: a chamada “segunda equipe”.

A segunda (ou terceira, quarta) equipe é acionada quando o fotógrafo principal não tem mais a data livre. Nesse caso, o fotógrafo “oficial” garante que, embora ele não vá estar presente no dia do casamento, a qualidade das fotos será equivalente àquelas que ele entregaria.

Um ponto positivo é que, com a escolha de uma segunda equipe, os valores normalmente caem um pouco, enquanto a qualidade deve permanecer a mesma… então esta talvez seja uma boa opção se você quer economizar ;)

Caso você opte por uma segunda equipe, conheça a pessoa que irá no dia fotografar seu casamento. Converse, mostre suas referências… é importante que você se identifique com ele(a)! Veja fotos tiradas por essa pessoa… faça tantas perguntas quanto for necessário, até que você se sinta segura!

Quando você contratar um fotógrafo, seja ele de uma primeira, segunda ou décima equipe, deixe claro no contrato o nome da pessoa que você quer que esteja presente no dia! Isso deve ficar bem claro, desde a primeira reunião, ok?

Como dizem os mais velhos…. “o combinado não sai caro”!

Né? ;)

  1. Maristela (Foco no Casamento) disse ( 22 de junho de 2011 @ 22:15 )

    Parabéns, Geo! Isso vem a calhar com o nosso trabalho. Meus pais são fotógrafos e também me dedico à área de webmarketing da empresa. A responsabilidade deve ser dobrada, pois é o nome da empresa ou do fotógrafo que está em jogo e tudo deve sair obrigatoriamente de forma satisfatória ao cliente.

    P.S.: Depois vou te mandar um e-mail pedindo autorização para linkar esse post, ok?

    Beijos!

  2. Georgia Nog disse ( 22 de junho de 2011 @ 22:28 )

    oi Maristela! Pode linkar, darling! :)

  3. Julio disse ( 23 de junho de 2011 @ 09:52 )

    Ao contratar um fotografo, muito alem da estrutura oferecida por ele, nos estamos contratando um olhar, uma linguagem e o talento inerente aquele profissional. Tais aspectos não podem ser repassados para a segunda equipe, aque por fazer algo na mesma linha do fotografo principal o fará de uma maneira plastica e planejada.
    Se você procurou aquele fotografo, é por que você gostou do olhar daquele profissional, e não de um olhar sem nome que faz parte da 2a. equipe. Bom é pensar nisso!

  4. Georgia Nog disse ( 23 de junho de 2011 @ 18:33 )

    Oi Julio! Seu comentário me deu o que pensar ;)

  5. Renata disse ( 24 de junho de 2011 @ 16:26 )

    Concordo plenamente.
    É preciso conhecer pessoalmente os fotógrafos que vão no dia do casamento e o seu trabalho.
    Porque além da linguagem e do talento, como o Julio comentou, tem também a simpatia entre os noivos e as pessoas que mais ficarão próximas deles no dia do casamento, os fotógrafos.
    Tem que conhecer antes, tem que gostar do astral da pessoa, te que gostar do trabalho, tem que por em contrato…ou seja é uma decisão muito importante e é muito bom quando os noivos tem plena consciência desta importância.
    Parabéns pelo post.
    Um abraço.
    Renata e Yuri Fotografia.

  6. Sopiyan disse ( 18 de maio de 2012 @ 14:04 )

    Camila,Comentando:“Havere1 sempre fore7as que ilpimere3o as pessoas a aderir e0s mesmas crene7as, quero dizer, havere1 sempre a autoridade reconhecida pela comunidade cientedfica internacional, na qual depositamos confiane7a porque vemos que ela e9 capaz de rever e corrigir de maneira pfablica suas conclusf5es, e isso diariamente. (…) Sim, concordo com ele O problema:Precisa-se validar coisas.Solue7e3o 1.0: valida-se de uma forma 1.0, atrave9s de crite9rios de pares, lento e demorado, crite9rios nem sempre transparentes, pouca gente;Solue7e3o 2.0: valida-se de uma forma 2.0, pares, ne3o-pares, sociedade, outras pessoas, crite9rios mais transparentes, mais gente, mais re1pido. Poderedamos dizer que as verdades cientedficas permanecere3o mais ou menos ve1lidas para todos porque, se ne3o partilhe1ssemos as mesmas noe7f5es mateme1ticas, seria impossedvel construir uma casa”.Ningue9m vai chutar o pau da barraca da casa desse autor, e9 bom mandar um email para ele.;) E continua: “Mas basta circular um pouco pela Internet para descobrir grupos que questionam noe7f5es que julgamos partilhadas por todos, sustentando, por exemplo, que a Terra e9 oca e vivemos sobre a sua superfedcie interna, ou ainda que o mundo foi realmente criado em seis dias .Pergunta-se:Quantos seguidores esse maluco que diz que a Terra e9 oca tem no Twitter? Quem se3o as pessoas de peso que seguem essa pessoa? Que rede ela pertence? Isso tudo e9 credibilidade em rede, que e9 outra forma, mais dine2mica, nem melhor, nem pior, mais adaptada a um mundo mais re1pido e dine2mico.Acho que esse autor tem que ler o blog aqui do pessoal do Brasil Por conseguinte, existe o risco de encontrarmos ve1rios saberes diferentes. Este1vamos convencidos de que, com a globalizae7e3o, todo mundo pensaria da mesma forma. Temos um resultado contre1rio sob todos os aspectos: ela contribui para o esfacelamento da experieancia comum”.Ai, ai ai, meu pai ;)Agora, a humanidade enlouqueceu?Ou este1 mais esperta e se1bia?Com mais teorias sobre o mundo competindo, de forma mais transparente e meritocre1tica???Je1 se acreditava em Duendes, Destino, Bfazios e ate9 em Jesus, que e9 filho de uma me3e virgem, antes da Internet, tem maluco para tudo, tanto para falar quanto para acreditar a rede amplifica os geanios e estes tambe9m Sf3 que os seguidores no Twitter e outras validae7f5es separam o joio do trigo.E ne3o o modelo anterior dos pares, fechado, viciado e lento.Vou gostar desse livro?Pelo que vc este1 me passando, je1 li ele.;)d3timo para bater..Vamos chame1-lo de livro de academia de boxe para treinar os mfasculos Beijos,valeu a visita e o compartilhamento..Nepf4.

Comentário