20.10.2010 | por georgia

O Guia Básico das Havaianas

Eu sei que é um assunto meio polêmico.

Tem gente que acha horrível todo mundo usando chinelo num casamento; e tem gente que acha o máximo poder descer do salto depois de ir até o chão dançar horas na pista.

O fato é que a maioria dos casamentos, hoje, tem Havaianas (ou similares) para as convidadas!

Então, aqui vai um Guia Básico das Havaianas, para as noivas que não sabem que conta fazer, como entregar, se é legal personalizar… enfim, vamos ao assunto!

Essas são da GiftChic.

Quantas? De que número?

Uma vez, fui convidada para um casamento (posso falar aqui porque já faz muito tempo! rs) e me perguntaram, junto com o RSVP, o número do meu sapato, pra comprarem as Havaianas do tamanho certo. Eu fiquei pensando ” Tadinha da minha amiga Fulana! Ela calça 41 e morre de vergonha! Vão perguntar e ela vai ficar super sem graça!”. Então, a regra número 1, pra mim, é: Não faça isso! Pode ser constrangedor para algumas convidadas.

A melhor solução, então, seria fazer uma conta “de cabeça”. Calcule que mais ou menos metade da sua lista seja composta de mulheres. Para uma festa com 300 pessoas, eu costumo calcular uns 170 chinelos. (eu gosto de calcular um pouquinho mais que a metade)

E quanto aos números? Uma boa conta é:

50%  – 37/38

30% – 35/36

20% – 39/40

E se alguém ficar sem?

Sempre tem alguém que vem, depois que todos os chinelos já foram distribuídos, ou só sobrou uma númeração que não é a dela. Pensando nisso, Perdeu Playboy! peça para a sua assessora separar algumas unidades, dos números certos, para as mães e irmãs dos noivos (talvez madrinhas), para não corrermos o risco de pessoas “importantes” ficarem sem.

Devo Personalizar?

Pense em você toda linda andando na praia com suas novas Havaianas. Aí, você as tira e todos em volta lêem “Antônia e Josué – Obrigada por estar presente no dia mais feliz de nossas vidas – 18/10/2010″. Feio, né? (Pode piorar, se tiver uma caricatura.)

Se você escolher estampar nomes, caricaturas, fotos ou datas nos chinelos, tenha consciência de que eles provavelmente serão usados uma vez e jogados fora (e qual era mesmo sua desculpa para economizar nos convites?). Mas se você tipo eu tem siricutico por personalização, dá pra fazer isso de uma forma mais delicada, e que na minha opinião fica bem mais legal: use uma estampa que você goste, que componha com o restante da festa. Ou cubra com fitas as duas tiras e dê um laço na lateral. Ou coloque um pingente bonitinho. Enfim… ideias não faltam!

Qual é o melhor jeito de identificar os tamanhos?

Você pode prender os dois pés com laços, e usar fitas de cores diferentes para cada tamanho.

Pode também colar bolinhas adesivas (daquelas de professora, sabe?).

 E uma vez, no casamento de uma leitora, eu vi Havaianas presas por prendedores de cabelo (tô tentando achar um nome mais bonito pra “piranhas”) dourados ou prateados, dependendo da numeração. Achei muito boa essa idéia!

E pra mim, a melhor solução, é entregá-las em saquinhos de organza, com cores diferenciadas por numeração. Assim a convidada já pode guardar o sapato que estava usando nos saquinhos, depois que trocar. (e a Gift Chic tem essas da foto, que já vêm num estojo lindo!)

 Como distribuir?

Eu já vi entregarem uma senha para cada mulher, na entrada da festa (o que me lembrou um pouco refeitório de acampamento). Tem a opção de entregar na chapelaria (mas fica meio “muvuca”). Também já vi alguns cestos na porta do banheiro (tem um visual bonito, mas gera mais tumulto ainda).

Pra mim, a maneira mais efetiva é colocar sua assessora pra apanhar distribuir na pista. Nesse caso, não se esqueça de providenciar cestos, bandejas, ou algo do gênero, pra ela colocar as Havaianas. Se ela tiver uma equipe de três pessoas, podem colocar cada uma distribuindo uma numeração.

Tem que ter Havaianas?

A únia coisa que “tem que ter”, num casamento, são os noivos. Não se sinta culpada por não ter Havaianas, caso você queira investir a verba dos chinelos em algo que seja mais importante pra você. E muito menos se sinta obrigada a distribuir se você não gosta, só porque “todo casamento tem” ou “os convidados já esperam”.

  1. Say I do disse ( 20 de outubro de 2010 @ 10:32 )

    Oi Georgia!
    Td bem?
    Quando puder, conheça meu blog!!

    http://www.sayido.com.br

    Bjss

  2. Tainara Alcântara Cruvinel disse ( 20 de outubro de 2010 @ 10:40 )

    Geo,

    aproveitando o tema, as regras de tamanho tb se aplicam para as sapatilhas? Ou é mais complicado que no caso dos chinelos?

    Uma vez fui a um casamento em que a equipe de assessoria passou entregando as havaianas nas mesas no inicio da festa (durante o jantar) o que vc acha? dessa forma era possível perguntar o número e entregar o par certo.

    O que você acha de (no caso de um casamento com lugares marcados) deixar na cadeira das meninas um saquinho com um par de sapatilhas (ou chinelos).

    Bjo

  3. Georgia Nog disse ( 20 de outubro de 2010 @ 10:47 )

    Oi Tai!

    A conta para as sapatilhas é a mesma!
    Eu acho chato entregar no começo do jantar… além disso, nesse caso, a noiva precisa comprar muuuitas Havaianas, porque fica bem chato se alguém ficar sem a numeração correta.

    Se você quiser deixar nas cadeiras, você precisa saber antes o numero de cada uma, e aí não tem muto jeito, a não ser pelo RSVP.

    bjoooo

  4. Hérica disse ( 20 de outubro de 2010 @ 10:52 )

    Geo,

    Isso mesmo abaixo a obrigatoriedade em casamentos. rsrsrsrs
    Super beijos

  5. Carol disse ( 20 de outubro de 2010 @ 10:58 )

    Post excelente! Não sou mto fã das Havaianas, a menos que sejam as slim, mas para quem gosta da idéia, concordo 100% que existem muito mais maneiras de personalizar sem colocar caricaturas ou aqueles agradecimentos tradicionais (mais idéias do que utilidades para o Bombril, até, hahaha)!
    Um beijo!

  6. Renata disse ( 20 de outubro de 2010 @ 11:00 )

    Oi Geo,
    Leio sempre o seu blog e adorooo!!
    Saquinhos de organza é super-chic! Mas há um porém… uma vez fui a um casamento que as havaianas foram distrubuidas nesses saquinhos… Problemas: vários convidados (mal-educados, claro!) usaram os saquinhos para encher de docinhos!! É o tipo da coisa que quando uma pessoa vê alguém fazendo isso se autoriza a fazer também e vira um efeito dominó! Imagina a cena: várias pessoas na mesa de docinhos enchendo seus saquinhos das havianas com os docinhos!! Triste, né!! Acho um horror essa falta de educação de alguns convidados!!
    Resolvi deixar essa alerta pra quem pensa em usar os saquinhos!! ;)
    bjaooo

  7. Vivian Oliveira disse ( 20 de outubro de 2010 @ 11:05 )

    Nem preciso dizer que já virei fã e seguido ra deste blog né?

    Na minha festa não teve havaianas pois não teve dancinhas.. hehe..

    Na época do meu casamento eu estava vendo as cameras fotograficas, achei muito interessantes, mas não as coloquei pq fiquei com medo dos convidados brigarem por elas…

    Posta algo sobre isto depois se der.. bjos!!!

  8. Vivian Oliveira disse ( 20 de outubro de 2010 @ 11:06 )

    Só pra constarmeu blog: http://vivianmarykay.blogspot.com/

    Beijos e bênçãos!!

  9. Tatiana disse ( 20 de outubro de 2010 @ 11:10 )

    Voltando as sapatilhas…mas elas não tem numero específico, diferentemente das havaianas, né? Tipo 35, 36, 37, 38? Ae a chance de errar na conta não é maior? Essa que é a minha grande dúvida… E o que você acha que é mais usável depois do casamento, havaiana não personalizada mas colorida ou sapatilha?

  10. Ju disse ( 20 de outubro de 2010 @ 12:55 )

    Sempre penso duas coisas… além de não achar nada elegante ver uma mulher toda linda, de vestido, maquiagem e cabelo arrumado usando chinelo, ainda acho muito feia a “guerra” que acontece na hora das entregas dos chinelos. Já vi a distribuição de diversas maneiras, mas sinceramente nunca vi algo que não desse um certo tumulto.
    Acho que presentear as convidadas com uma sapatilha é muito mais elegante, refinado… e combina muito mais com casamento!
    Meu noivo sempre diz que é o cara mais sortudo do mundo por eu nunca usar os chinelos que distribuem na pista fora da praia…
    Beijos a todas!

  11. Mariana disse ( 20 de outubro de 2010 @ 13:22 )

    Eu me frustei com essas lembrancinhas pelo fato de ter fechado as sandálias em uma mega feira de noivas e ter sido vítima de golpe pela empresa fornecedora… E meses depois, na tentativa de ser ressarcida somente pelo dinheiro investido, a empresa mudou-se três vezes de endereço, impossibilitando o ingresso de ação judicial…
    Impossível uma destruidora de sonhos em massa conseguir aproveitar um dinheiro ganho tão injustamente!

  12. Renata disse ( 20 de outubro de 2010 @ 13:53 )

    Putz, é mt perda de tempo, paciência e confusão pra organizar a logística de uma coisa tão démodé :P sinceramente pessoal, essa moda já passou…e nunca deveria ter surgido, aliás :P isso e a distribuição de artefatos carnavalescos d gosto extremamente duvidoso nunca fizeram sentido pra mim…em festas de 15 anos? ok…em formaturas? hum…vá lá…agora em casamentos, sempre achei o fim e nunca entendi ter virado item “tem que”…minha festa d casamento será num hotel e a convidada q estiver com o salto machucando, suba no quarto e pegue um calçado mais confortável q tiver disponível :P

    é a visão do casamento tem-que inferno pra mim:

    - noiva atrasada, visual over com maquiagem pesada + brinco enoooorme + maxi colar pq tá na moda + aquele penteado q parece uma torre eiffel + coroa + grinalda

    - cortejo com 15 (ou +, já vi +!) casais d padrinhos d cada lado

    - daminhas vestidas d mini-mulheres com buquês de pirulito

    - músicas da cerimônia composta só dos lugares-comum casamentícios

    - fogos indoor (nããããããããããããããããããããããããão -_-)

    - buffet americano com um ponto só de jantar, pra rolar aquela fila indiana bacana (y)

    - havaianas, de preferência com a cara dos noivos, data do casamento, da cor da decoração rs…ahhh e de preferência tb em menor nº do q as convidadas, pra rolar toda aquela liberação da Creiça q existe em cada convidada, de “eu vou me estapear e rodar a baiana pq o xínelo é di grátis”

    - 5, 6 lembrancinhas, tds inúteis…parece aquelas festas infantis dos anos 90 q estouravam aquele balão enooooooooooorme cheio de badulaques dentro e as crianças saiam da festa cheias de tranqueiras d 1,99

    ai ai Geo, eu sei q tu é cerimonialista, q cada noivo tem um sonho né, e vc tem q ser + “política” mas olha…o q anda aparecendo de “tem que” brega nesse mundo casamentístico…não é brincadeira!

  13. Fabi disse ( 20 de outubro de 2010 @ 14:11 )

    Cada um tem a sua opinião e ela deve ser respeitada, porém o mesmo só acontece quando a pessoa respeita a opinião alheia. Não quero ficar aqui polemizando, mas o que é bonito, bacana pra um nem sempre é bom pro outro e isso não faz ninguem melhor do que ninguem. Se os noivos querem dar 6 lembrancinhas, se adoram a ideia de havaianas, se fogos indoor são o sonho da vida deles isso nos os faz “brega”, só faz com que o seu gosto seja diferente do deles, simples assim. A ideia de festa perfeita, de noite ou dia dos sonhos, é diferente para cada um e julgar o bom gosto alheio é, na minha opinião, a maior prova de falta de bom gosto daquele que julga. Bjos

  14. Fernanda Gallucci disse ( 20 de outubro de 2010 @ 14:21 )

    Oii querida, td bem?
    Acompanho todo santo dia seu blog…chego a entrar até 3x por dia…kkkk
    PARABÉNS por esse trabalho tão perfeito.
    Esse post das HAVAIANAS veio MUITO a calhar.
    Me caso em Julho/2011 e estava decidido q pelos custos NÃO teria chinelo.
    Mas honestamente eu nao me sentia bem com isso…pq seinto falta deles qdo vou a algum casamento e nao recebo chinelos na pista..rss

    Mas eles ainda sao muito caros…
    VC acha péssima a ideia dos chinelos de E.V.A??? Eles são bem mais em conta…

    Não consigo de jeito nenhum um fornecedor de chinelos baratos de borracha (as imitações de Havaianas) para personalizar. Vc tem algum para indicar??

    Um grande beijo.

  15. Camila disse ( 20 de outubro de 2010 @ 14:46 )

    Querida, adoro o seu blog! Leio sempre, só não tinha me manifestado ainda. Fui a um casamento em que a noiva distribuiu as sapatilhas nas cores prata e dourado. Elas vinham enroladinhas em um elástico para cabelo (super idéia!!) e dentro de um saquinho de tecido. Adorei!!! Eu sempre uso as havaianas que ganho nos casamentos, tenho milhares, de todos os tipos q vc pode imaginar. Mas essas com nome dos noivos e a data do casamento, só uso em casa, claro! Mas tenho usado mto, mto, mto a sapatilha! Em casa mesmo, tipo pantufinha, sabe? É uma delícia, prático e leve. O tipo de coisa que ganhamos em casamento e não vai parar no lixo!
    Um super bjo,
    Camila
    http://www.mamaetaocupada.blogspot.com (esse é o meu blog, já passei da fase do casamento, tô na fase mãe total!!)

  16. Renata disse ( 20 de outubro de 2010 @ 14:55 )

    Bem Fabi, eu só acho q às vezes esse mundo casamentístico é politicamente correto demais rs…parece q por ser o “sonho” todo tipo de breguice se justificaria…não q a pessoa não deva fazer, se a noiva quiser casar de roxo, cantando Adocica do Beto Barbosa enquanto faz a velocidade 5 na dança do créu, faz ué…a festa é dela, quem pagou foi ela e fica pra ver quem quer, ngm é obrigado…mas q eu tb seja obrigada a achar tudo mt razoável pq era o sonho da pessoa tb não né, td mundo tem direito a uma opinião, ela a de q entrar de roxo é tudo nessa vida e eu a de achar q a era de Aquarius definitivamente chegou :P

    eu acho mau gosto, d maneira geral, as modas q querem transformar uma celebração familiar em um show pirotécnico, ou no evento da década…esse fogos indoor por exemplo, gente, quem inventou aquilo? hahahaha toda vez q vejo penso qd é q as pussycat dolls ou a britney spears vão aparecer de dentro do bolo…pior é qd duram mt tempo, os convidados gritam “uhul” umas vezes, as palmas ficam esparsas, já tiraram fotos e continua aquele negócio chuviscando e os noivos com cara meio de pastel…aí alguém querendo reanimar o negócio grita mais um “uhul” perdido…e…ficamos todos, convidados e noivos, naquela situação meio bizonha, meio constrangedora hahahaha…no casamento da joelma e do chinbinha deve ter tido, as lojas de fogos curtiram a idéia e começaram a convencer meia dúzia d blogs q aquilo era bacana e o pessoal foi acreditando, pq, sinceramente…

    não vou criar mais polêmica pra quem gosta, seja feliz, faça o show pirotécnico mas eu tb não sou obrigada a achar a coisa mais linda do mundo só pq a pessoa tá casando, certo? :)

  17. Cybele Costa disse ( 20 de outubro de 2010 @ 15:10 )

    Amei o post acho super válido… No meu caso o desenho era a identidade visual do casamento sem caricaturas ou nomes.. rsrs
    Fabi concordo com vc..
    Renata vc não tem bom senso algum.. mas enfim fazer o que né?
    Fernanda fiz as minhas na Jakus Estampas e foi bem barato.. rsrs
    Beijooo,
    Cy

  18. Michele Navega disse ( 20 de outubro de 2010 @ 15:19 )

    Geo, confesso que jamais fui fã dessa moda de havaianas. Não conheço um jeito de fazer isso sem virar confusão. Todas as festas a que estive presente a distribuição foi desastrosa…
    Mas eu concordo que cada pessoa é uma pessoa, e se a havaiana se encaixa no sonho dela, dou o maior apoio. Distribua chinelo, Croc, sapatilha, o que for, e seja feliz! É isso que importa.

    Bjs

  19. Renata Bricoli disse ( 20 de outubro de 2010 @ 15:25 )

    Geo,

    Amei o post… meu casamento tá chegando (falta 4 meses!!) e agora que todos os itens essenciais já foram fechados, estou na fase de incluir ou não outros itens “não-essenciais” e as havaianas estão sendo o assunto das últimas semanas.
    Eu não uso havaiana numa festa de casamento, não desço do meu salto por nada… mas, essa é minha opinião e não posso considerar como regra geral. Eu penso q minha festa de casamento é minha e do meu noivo, mas não é pra gente e sim para os convidados. Assim, alguns itens fecho pensando no gosto/opinião dos meus convidados (minha lista é formada apenas por amigos próx, meu casamento terá apenas 100 convidados)… pensando assim, perguntei para algumas amigas a opinião delas sobre havaiana e apetrechos de pista (outra dúvida minha!!) e vi q a maioria gosta muito. Então, decidi ter as havaianas.
    Tb acho q usar alguma coisa com o nome de outra pessoa depois da festa não dá mesmo e como não quero gastar $$ com alguma coisa q nao terá utilidade depois, não irei personalizar as minhas…. vou entregar havaianas coloridas sem personalização … a personalização vai só no tag mesmo.
    Qto a numeração, como já disse, minha lista é formada apenas por pessoas próx, então eu mesma vou perguntar o tamanho… acho q não estarei sendo indelicada.
    Pra quem quer fazer a havaiana original sem personalização, tem um distribuidor no centro de São Paulo com um preço otimo.
    Bjs

  20. Angela disse ( 20 de outubro de 2010 @ 15:34 )

    Essa era a única lembrancinha que eu sempre fiz questão. Tive Havaianas Genéricas no meu casamento, sem meu nome rs. Mas tem o refrão da música q eu entrei no salão, nossas iniciais e a data do casamento. Não sei do resto, mas minhas amigas próximas usam o chinelo rs.
    Eu sempre desci do salto em casamento, e mal abriu a pista o pessoal já tava pergutando do chinelo (eu distribui o vale-chinelo rs) e meu sapato era até confortado.. mas ficar de chinelo foi ótimo rs.

  21. Eliza Leopoldo disse ( 20 de outubro de 2010 @ 15:35 )

    Geo, achei o post uma delicadeza. Poucas vezes vi alguém tratar de um tema tão chatinho quanto chinelinhos em festa de casamento com tanta leveza.

    Bisous.

  22. Carol disse ( 20 de outubro de 2010 @ 15:49 )

    Estou chocada com o fato de que uma pessoa que sequer sabe escrever corretamente possa se julgar não apenas digna de comentar o casamento alheio como, ainda, debochar abertamente dele.

    Grandissíssima demonstração de falta de educação, senso crítico e respeito pela opinião alheia, além de uma arrogância que não se justifica…

    Ei, mal educada, volte pro mundinho de onde você saiu. Ou melhor, volte pra escola, talvez ainda esteja em tempo de você aprender alguma coisa, nem que seja a ser civilizada.

    Ninguém aqui pediu sua opinião sobre os outros casamentos. Por que não se limita a falar apenas do seu? Use o seu como exemplo de bom gosto, se achar conveniente, mas, sobretudo, baixe o tom para falar com outras pessoas, elas não são obrigadas a compartilhar de seus modos grosseiros.

  23. Carol disse ( 20 de outubro de 2010 @ 15:58 )

    E só pra complementar, porque eu não resisto… Achei bem engraçado o fato de que eu nunca fui a um casamento em que houvesse qualquer um destes itens que a Renata menciona.
    Será que os casamentos que ela frequenta são formados majoritariamente por pessoas que ela mesma considera brega (e então? É esse seu círculo de amizades?) ou ela é quem anda bastante antenada sobre estas supostas tendências? Descobriu onde?

  24. Renata disse ( 20 de outubro de 2010 @ 15:59 )

    ai ai, a hegemonia do “tudo é lindo” em matéria de casamento me cansa…

    Carol, menos ódio aí no coração, não me referi diretamente a ninguém, foi só uma opinião, no hard feelings ;)

    sobre o meu português, bem, sorte q os examinadores de dissertativa dos últimos concursos públicos q passei não pensam como você o.o tomarei mais cuidado, então

    bem Geo, não quis transformar nada em baixaria mas tem gente levando pro pessoal, é uma pena…lembro do teu post sobre a menina q causou de all star e várias meninas acharam um “absurdo” tua opinião, enfim…todo post sobre casamento, obrigatoriamente, tem q ter “óun” “q lindo” “foi pra pasta de referências” e “no meu vou fazer igual!” ctrl c ctrl v over and over again…qqr opinião divergente é rechaçada, mas paciência…

    não, não é tudo lindo, fofo e demais nessas modinhas…td mundo tem a liberdade de gostar mas aparentemente em blogs de casamento não existe a opção achar tosco, mas tudo bem, vida que segue :)

  25. Manu disse ( 20 de outubro de 2010 @ 16:10 )

    Eu ainda gosto da ideia , so’ nao iremos colocar por uma questao de bugget/prioridades! Mas elas vao estar na welcome bag dos nossos convidados de fora! Acho que os gringos vao adorar o mimo!!!

    =)

  26. Juliana Lima disse ( 20 de outubro de 2010 @ 16:21 )

    Renata, querida, só tenho uma coisa p/ te dizer: CLAP, CLAP, CLAP,CLAP, CLAP, CLAP,CLAP, CLAP, CLAP!!! (e de pé!!)
    Tô gargalhando alto aqui com suas palavras, sua sinceridade e sua opinião, que by the way, é a mesma que a minha!
    Já virei sua amiga de infância!

  27. Renata disse ( 20 de outubro de 2010 @ 16:30 )

    Juliana:

    o/ q bom, alguém não me acha o anticristo! beijosmeliga! aeuheuheueuheuhehuehuehuha

    é q a net deixa a coisa transparecer conforme o humor da pessoa né, eu falei num tom de palhaçada mas pessoal interpretou como antipatia, fazer o q…

    opiniões contrárias já me ajudaram MUITO…é sempre bom ouvir o outro lado pra ou pensar melhor ou confirmar de vez a decisão q tomou, mesmo sabendo q tem gente q pense b, d ou d…não é?

    mas acho q noivas são sensíveis demais no geral e só querem gente q diga q tudo é maravilhoso :P

  28. Laís Vilela disse ( 20 de outubro de 2010 @ 16:30 )

    E eu gostei de “A única coisa que “tem que ter”, num casamento, são os noivos”!!!rsrsrs
    #EUADOROVOCÊ♥♥♥

  29. Tainara Alcântara Cruvinel disse ( 20 de outubro de 2010 @ 16:34 )

    Sinceramente, sou completamente pró críticas CONSTRUTIVAS mas a esculhambação descarada é dispensável! Comparar distribuir havaianas a entrar na igreja de roxo, cantando adocica e dançando o créu foi meio over né darling.
    Espero que o seu casamento seja muito elegante, e consiga agradar a absolutamente TODOS os seus convidados, pq com essa língua ferina, pode ter certeza que ninguém nunca vai poupar críticas a você, be prepared!

  30. Renata disse ( 20 de outubro de 2010 @ 16:48 )

    Tainara, nem Jesus agradou a todos não sou eu, pobre mortal impopular no blog que vou ter essa pretensão, e não vou ser à prova de críticas nem no casamento, nem no trabalho, nem em aspecto nenhum da minha vida, como qqr pessoa tb não será, aliás…

    Maaaas evitarei fazer qualquer coisa que “tem que”, sem pensar direito se aquilo tem a ver comigo e se “tem que” mesmo…

    e eu não comparei entregar chinelo com o q descrevi…escrevi aquele exemplo bizonho só pra ilustrar q vc faz o q quiser no seu casamento, mesmo q seja absurdo…eu só não sou obrigada a achar bacana…foi só isso q quis dizer ;)

    diga-se de passagem já vi uma noiva d roxo (mas pelo menos ela não entrou cantando adocica e nem dançando o créu uaehuhuehuehuehueuehuehueuehuehueueh)

  31. Tathy disse ( 20 de outubro de 2010 @ 16:52 )

    Geo você é o máximo! hahaha
    Você acredita que no casamento da minha irmã sobrou 37/38 e faltou 39/40?? Pois é… Acho que a maioria tinha um pé mais avantajado (inclusive o meu) hehe

    Bjs!

  32. Carol disse ( 20 de outubro de 2010 @ 16:57 )

    Se se referiu diretamente a alguém ou não, não me interessa. Não me atingiu em relação a qualquer um dos itens mencionados, em primeiro lugar, pelo simples fato de que nunca os vi, como já disse (talvez os casamentos que esteja acostumada a frequentar sejam bem diferentes dos seus), e em segundo, porque eu não darei Havaianas às minhas convidadas apenas porque não quero.

    Me ofendeu, sim, a forma como falou de outros casamentos, quaisquer que sejam. E talvez você não tenha entendido, mas posso ser mais clara: não se trata de gostar de tudo e concordar com tudo, copiar tudo, ou o que quer que seja. Você tem todo o direito de discordar, pois (ainda) vivemos numa democracia. Não tem o direito, porém, de escarnecer do gosto alheio, pois coisas que para você podem ser horrendas, mas para outras pessoas, podem ser significativas. Por que não dizer apenas “eu não gosto”?

    Ai ai… Educação vem de berço, mesmo!

  33. Tainara Alcântara Cruvinel disse ( 20 de outubro de 2010 @ 17:02 )

    Eu sou totalmente avessa ao “tem que ter” não tem que ter nada! Mas não se pode faltar com o respeito!

    e by the way, uma noiva de roxo: http://3.bp.blogspot.com/_96XVIwBWXCM/TGBfmLYcLmI/AAAAAAAACis/fuM7D9hjBc0/s1600/dita.jpg

    Que fez justamente o que “ela quis” e não o que “tem que ter”. Seja coerente, se a sua posição é pró “faça o que você quiser” não ridicularize quem quis fogos, havaianas, ou o que quer que seja.

  34. Jane - Beijo de Pracinha disse ( 20 de outubro de 2010 @ 17:05 )

    Renata, a questão não é discordar, e sim “como” dizer. Lembre-se que texto não tem tom de voz, e as coisas escritas parecem muito mais duras do que realmente são. E você nunca sabe quem lê e “veste a carapuça”, se sentindo ofendida mesmo. Excesso de sensibilidade? Personalidade fraca? Pode até ser, vai saber! Mas não é pelos comentários de um blog que você vai julgar isso, nem tampouco se posicionar como se fosse a dona absoluta da razão. Porque, sim, essa foi a impressão que você passou com o seu tom.

    Cada um faz o que quer, para quem quer, como quer e porque quer. A festa não é sua, é dos noivos. Eles fizeram com carinho, amor, convidando você para festejar com eles. Bancaram tudo e planejaram tudo como maior carinho! Mais feio do que lembrancinhas mil, pirotecnia e Havaianas, é ir à festa, pegar as suas Havaianas, comer seus docinhos e bem casados, levar suas latinhas de amêndoas na bolsa, dançar na pista pirotécnica, abraçar a noiva, dizer que tudo estava lindo e sair de lá depois falando mal para Deus e o mundo.

    Mas, voltando à vaca fria, eu não distribuí Havaianas e não quis mesmo distribuir. Até cogitei as sapatilhas, mas eram caras. Havaianas eu não quis. Não acho esteticamente bonito ver tantas mocinhas elegantes e bem vestidas na pista de chinelos, além de ser caro. Mas, para quem gosta e quer distribuir, as dicas do post estão excelentes!

    Beijos!

  35. Fernanda disse ( 20 de outubro de 2010 @ 17:19 )

    meninas não sei se alguma de vcs deu/ganhou sapatilha no casamentos, mas se sim, elas devem ser compradas no numero da pessoa? ou precisa ser um numero maior!?
    tks!!

  36. Jessica Scaléa disse ( 20 de outubro de 2010 @ 17:38 )

    Também não gosto de havaianas na pista de dança. Além da confusão pra pegar, acho estranho todo mundo de vestido bonitinho e chinelo (pior ainda quando o vestido é longo e as convidadas dão um nó atrás dele pra não arrastar no chão… acho bem blergh!).

    Claro que nada mais adequado que havaianas pra um casamento pé na areia de dia! E também achei o máximo a idéia da Manu de dar as havaianas na welcome bag para os convidados de fora… Imagina que legal ganhar um chinelo pra usar no hotel! Adorei!!!

    Também simpatizo bastante com as sapatilhas… se já soubesse da existência na época do meu casamento teria considerado a alternativa.

    E Fernanda Gallucci, não me leve a mal… sei quenão tenho nada com isso, mas, sinceramente, chinelos de E.V.A não dá! Eles são muito fraquinhos e arrebentam muito fácil! Não vão durar nada e suas convidadas vão acabar ficando descalças. Se o budget não der pra investir em chinelos de borracha, melhor não gastar nos de E.V.A tampouco porque eles vão durar nem durante a festa e muito menos vão servir como lembrancinha depois…

  37. Renata disse ( 20 de outubro de 2010 @ 18:05 )

    Tainara, eu sou a favor de q cada um faça o que quiser e que cada um pense disso o que quiser, entendeu?

    A menina casou de roxo? ótimo, é direito dela! Eu achei q parecia halloween? ótimo, tb é direito meu! Esse é meu posicionamento

    Jane

    pois é, net é complicado, é uma comunicação mt controversa…inclusive com quem a gente conhece, que dirá pra quem nunca me viu mais gorda né?
    malz pra quem se ofendeu mas pessoal tb se leva a sério demais…eu na mesmíssima situação só q do outro lado, morri d rir ao constatar q algo q eu achava o máximo era efetivamente brega pacas rs mas a maioria das pessoas se leva a sério demais e encara td a ferro e fogo, paciência, não dá mesmo pra esperar q tds encarem as coisas da mesma maneira q eu, paciência

    de resto, chega desse papo q acabei alongando mt um assunto q nem tem a ver com o tópico ;)

  38. Danielle Valente disse ( 20 de outubro de 2010 @ 21:18 )

    Renata, eu concordo com vc tb! Só não entendi o que você quis dizer com “músicas da cerimônia composta só dos lugares-comum casamentícios”. Só acho que vc foi direta demais ao ponto rsrsrsrs E acabou ofendendo quem acha essas coisas legais.
    Eu penso o seguinte: Vcs já pararam para ver fotos dos casamentos dos seus pais? Ou então pararam para ver fotos de casamentos que ocorreram há 15 anos atrás? Era tão diferente não era? Não tinha nada disso gente! E isso n fez o sonho delas ruim… Gente, vcs só gostam de ter Havaianas, 200 lembranças inuteis, porque um maldito fornecedor teve essa brilhante sacada uma vez e convenceu uma noiva com sonhos que era legal… E vamos combinar né, qnd se trata de casamento qq coisa vira essencial e se o noivo diz que não é, é o fim do casamento…. Só acho que quem opta por colcoar essas coisas deve prestar atenção, pq em vez do convidado sair falando “vc viu que legal, ela distribuiu havaiana” pode sair falando “vc viu a havaiana vagabunda que ela distribuiu?” ou então “ficou de economia… comprou menos havaiana, por isso fiqueis em” ou então “pois é, acabou o 37 tive que ficar com essa 40, mal planejado né?”
    É serio gente… Convidado é foda….
    Tenho horror tb em mesa de auto serviço por isso…. Fui a um casamento no alto da boa vista (onde tem os melhores salões do rio) há 15 dias… faltou havaiana e a mesa de frio tinha uma fila de mais de 50 pessoas, sem exagero…. Os brindes da pista tb foram distribuidos só para os mais chegados…. Atenção meninas!!!! Se é para ter, tem q ter direito….

    De uns poucos anos para cá a industria doc asamento cresceu absurdamente e mt da culpa disso é o orkut, as noivas conversam com mts fornecedores e com mts noivinhas de vários lugares de vários tamanhos de bolso…. Ai a coitada vê no casamento da bacana algo, acha lindo e resolve que ela precisa ter tb… E o dinheiro vai para o ralo. Vcs já viram o qnto vcs gastam com futilidades….? Por mais que vcs digam q não é futilidade, acredite, é sim. Fundamental é comida, bebida, música que agrade e ar condicionado. Fora isso é superfluo.

    Sabe uma coisa que me irrita mt e eus ei q ning vai concordar cmg: LATINHA MINT TO BE!!!!
    Aloooou…. isso é coisa de americano… pergunta se a sua tia vai saber do trocadilho…? Claro que não a unica infeliz q saberá é vc!!!! Vou no máx achar rbonitinha a latinah q n cabe nada….

    Meninas, pensem direito antes de achar q algo é fundamental! É mt dinheiro, já pensaram no q vcs poderiam fazer com esse dinheiro?

    Falei mt né? Beijos…

  39. Mariana disse ( 20 de outubro de 2010 @ 21:22 )

    Eu não vou distribuir havaianas no meu casamento. Desde o principio dos preparativos já tínhamos essa idéia. Eu, particularmente, não gosto de chinelos com vestido de festa e nunca uso no casamento qdo os noivos distribuem (levo pra casa e uso depois! rs). Enfim, não tem a ver comigo, então está fora das nossas prioridades. Até porque o custo é considerável, ne? Espero que minha pista seja animadíssima mesmo sem as havaianas e o sem os badulaques (já que até agora também não achei nenhum acessório de pista que tivesse a ver com a gente).
    De toda forma, o post foi super esclarecedor!

  40. Silvia disse ( 20 de outubro de 2010 @ 21:47 )

    Geo, faz um post polêmico sobre Acessórios de Pista….for God’s Sake!!!

  41. Mariana disse ( 20 de outubro de 2010 @ 23:02 )

    Geo, você se lembrou de mim com as fotinhos maravilhosas dos chinelos da gift chic?!?
    Meninas, normal uma não concordar com a outra, cada uma tem uma opinião e uma forma de escrever! Com certeza o casamento de vocês será lindo, com ou sem chinelos, simplesmente porque vocês estarão lá lindas e felizes!!! ;)
    Beijos!!!!!

  42. camila Relva disse ( 20 de outubro de 2010 @ 23:35 )

    Bom gostaria de dizer que amei a parte em que vc fala que a única coisa que tem que ter no casamento são os noivos!! É isso ai…
    Sobre as havaianas….acho muito mais bacana personalizar com algo diferente, como um pingente, ou estampa própria criada para o casamento, assim, as únicas pessoas que terão aquele modelo de havaiana serão aquelas que tiveram o privilégio de serem convidadas para aquele casamento!
    Quanto a melhor maneira de entregar os chinelos… tb concordo, nada como a assessora no meio da mulherada sendo quase agredida por um par de chinelos !!! Mulher com dor no pé é uma loucura !! rs
    bj

  43. Vanessa disse ( 21 de outubro de 2010 @ 00:38 )

    Oi Georgia..!
    adoro sua dicas…. to me virando sozinha com meu casamento e suas dicas tem me ajudado e muito!
    se não for incomodo, vc pode so responder uma pergunta…
    é feio dar as havainas só para as madrinhas??? fiquei com medo depois dessa polemica toda… apesar de pensar que cada um deve fazer o q quer…
    obrigada!
    bjuss

  44. Esther disse ( 21 de outubro de 2010 @ 00:59 )

    É difícil conciliar livre opinião e respeito.

    “Não gosto de havaianas em casamentos” – livre opinião respeitosa
    “Havaianas em casamento é muito brega” – livre opinião, pouco respeito

    Existem pessoas que gostam, e as que não gostam. Assim como em qualquer outro ‘tópico casamentício’: decoração, música, formato, lembranças, identidade. No fim, como disse, muuuito sabiamente a Geo, “a única coisa que “tem que ter” num casamento, são os noivos”! E eu acrescentaria aos noivos: muuita alegria entre eles e os convidados, diversão, carinho e realização. Bregas ou não!

    Só um pitaco! hahahaha Neste post polêmico!

  45. Jane disse ( 21 de outubro de 2010 @ 05:45 )

    Nao dei Havaianas, nao dei lembrancinhas, só bem casados. Mas caprichei nos cartoes de agradecimento, que até foram postados aqui esses dias. Eu concordo com a Daniele Valente. Uma das historias mais bacanas de casamento que eu conheco é do casamento da minha tia. Meu avô era pastor, morava numa casinha nos fundos da igreja e por ser pastor nao tinha jeito: a igreja toda ia. Entao ele ate reformou a casa para fazer a festa (isso mesmo, foi em casa!), minha avó fez TODOS os quitutes. Nao teve lembrancinha, nem chinelos nem nada disso e ele mesmo fez as fotos, revelou e montou o album. Minha tia teve um casamento inteiro feito pelos pais, especialmente pelo pai, que fez cerimonia, fotos, arrumacao da casa e etc.

    Mas hoje voce nao pode “incomodar os convidados” para que eles possam “curtir a festa”. Os padrinhos, ao inves de ajudarem, agora ganham até presente. E aqui na Alemanha padrinhos trabalham pra caramba! Convidado nada muito mal acostumado, gente! Uma coisa e voce achar legal receber Havaianas, outra coisa é ficar esperando por elas, e ficar ate decepcionada se nao receber a sua. Acho isso o fim! Nao aguenta o salto a festa inteira? Faca que nem eu: leve sua sapatilha na bolsa!

    Eu nao sei porque as noivas andam fazendo isso, se é REALMENTE pelos convidados, ou so pra parecer ser o que nao sao, parecer ter o que nao tem, e ouvir um monte de elogios depois a sua linda festa, e suas lindas Havaianas e da pista bombando. Mas isso já é outra historia.

    Nao tenho nada contra voce fazer e acontecer, e transformar seu casamento em evento corporativo se voce quiser. É seu casamento, faca o que quiser. Mas faca porque VOCE quer, porque isso tem algum significado pra voce, e nao pra fazer media com convidado.

    E pra finalizar: convidado que ja vai pra festa esperando havaianas, badulaques de pista, docinhos de 239858926 tipos diferentes e, se nao tiver, ou a quantidade nao for suficiente, ainda sai falando mal, nao entendeu o sentido do casamento e nao deveria nem estar lá.

  46. Jane disse ( 21 de outubro de 2010 @ 05:54 )

    ERRATA: convidado ANDA muito mal acostumado.

  47. Marina disse ( 21 de outubro de 2010 @ 08:49 )

    E este post deu o que falar, hein?

  48. Daniela Freitas disse ( 21 de outubro de 2010 @ 08:57 )

    Nossa gente, acho que não precisava de tanto ba-fa-fa por causa disso!
    Cada um tem uma opinião que deve ser respeitada, e no final, as coisas são mais simples do que parecem!
    No meu casamento, a assessoria distribuiu as havaianas sem o menor problema. Todo mundo adorou e eu também! Mas nem por isso eu acho que seja item “obrigatório”…
    Enfim, o que eu acho que NÃO PODE em um casamento é fazer ou deixar de fazer algo porque vc está preocupada com a opinião alheia!

  49. Fabi disse ( 21 de outubro de 2010 @ 09:13 )

    Concordo Renata, você não é obrigada a achar fogos indoor a coisa mais linda do mundo só pq os noivos fizeram e muito menos querer isso no seu casamento. Nem é obrigada a dar havaianas, latinhas, leques, lencinhos ou o quer mais que seja. Eu por exemplo curto a ideia de havaianas, mas não colocaria na minha festa um escola de samaba pq eu não gosto. Agora, se a minha amiga acha o máximo e vai colocar no casamento dela ok, é o gosto dela. E realmente nós não vamos agradar todo mundo…..aliás, isso é uma das coisas que meu noivo mais fala, que a gente gasta uma fábula pro povo ainda falar mal (pq não tenha dúvida, alguém vai sair falando mal….rs). Mas, sem me alongar demais, eu entendi seu ponto e acho que você está certa quando diz que não existe o “precisa ter”, que essa necessidade é criada pelo mercado. E a Geo sintetizou tudo: o que “precisa ter” são os noivos!
    Bjos

  50. Cristina Angelini disse ( 21 de outubro de 2010 @ 09:34 )

    AEEEE Geo, sempre tratando assuntos polêmicos de maneira singular! Com respeito e humor!
    Beijos

  51. Talita disse ( 21 de outubro de 2010 @ 10:23 )

    Ai to neste dilema fazer ou não.Ai que dúvidaaa

    Adorei o post!

  52. Milena disse ( 21 de outubro de 2010 @ 10:27 )

    Geo, tudo bem querida?
    Casei agora dia 10/09. Fiz havaianas e penso como você no caso de nome, data, caricatura.
    As minhas tinham uma flores bem verão que foram as mesmas que usei de fundo ou de lado nas papelarias (reservado, cardápio..). A única coisa que fizemos foi colocar um M e um L embaixo.
    Beijos

  53. Aline Gonçalves disse ( 21 de outubro de 2010 @ 10:39 )

    Fiquei uma hora lendo os comentários e tô aqui rindo sozinha…kkk Quanta polêmica por conta das Havainas…rs.

    Concordo com a Jane… padrinhos e amigos deveriam participar ajudando os noivos, assim como faziam antigamente.
    Na minha opinião quem merece um monte de Havaianas são os noivos que ficam meses andando planejando o casamento…kkkk.

    Mas se no seu bolso e no seu sonho cabe as Havaianas excelente. Mas digo por experiência própria, se isso, ou qualquer outro desejo, for gerar algum desentendimento entre você e seu amado lembre-se: O importante é serem felizes sempre!!!

    bjocas

  54. Luciane Higashi disse ( 21 de outubro de 2010 @ 11:57 )

    Geo
    Adorei a dica da personalização. Quando casei personalizei de uma forma bem simples, como o meu casamento teve o tema borboletas( para os orientais uma borboleta é símbolo demorte, mas mais de uma é felicidade) fiz duas borboletas douradas estilizadas nas sandálias, minhas amigas amaram.
    Quanto õ calculo da numeração a dica não serve para casamentos japas, pq em geral elas tem o pé bem pequeno. No meu casamento a metade das sandalias foi tam 33.
    Bjs

  55. roberta disse ( 21 de outubro de 2010 @ 12:02 )

    não vou dar havaiana, ta com dor no pé, amiga? comprasse um sapato confortavel, nao venha contando com a minha benemerencia! hehehe!
    renata, sou sua fã!

    beijossssss

  56. Lu disse ( 21 de outubro de 2010 @ 12:08 )

    Mais um detalhe…
    Para quem acha brega havainas num casamento é porque nunca viu acidentes como eu já vi.
    Depois de horas de preparação, cerimônia, festa, muitas mortais tiram os saltos e ficam descalças mesmo pra dançar, afinal, esse é o espírito, festejar a união dos noivos.
    Eis que alguém sem querer derruba uma taça, um copo, e aí já viu..Sangue, um corte feio…
    É obvio que ninguém tem a obrigação de presentear os convidados com havainas, mas que é sempre um carinho a mais , isso é.
    Bj

  57. Leticia disse ( 21 de outubro de 2010 @ 12:55 )

    Geeeeeeente, que bafão! rs

    Renata: entendi perfeitamente seu tom de ironia e consegui enxergar até um certo tom de bom humor o que vc quis dizer!

    Eu mesma esses dias ouvi de uma conhecida (que por sinal, nem está na minha lista de convidados): “E aí, já mandou fazer as havaianas? Pq casamento TEM QUE TER havaianas” – Não respondi o que me veio à mente pq minha boa educação não permite.
    A dona de um buffet que fiz degustação disse: “Pq casamento TEM QUE TER camafeu”.

    Não TEM QUE TER nada que os noivos não queiram que tenha!

    Acho que essa onda das havaianas começou com alguma famosa que distribuiu no seu casamento e aí já viu, né… virou ‘modinha’.

    Não critico quem faz: se vc acha legal e tem dinheiro sobrando pra investir nisso, seja feliz.
    Eu não vou fazer pro meu casamento, os gastos de uma festa de casamento são infinitos e eu prefiro investir nosso dinheiro em outras coisas, não em chinelos.
    Até tinha pensado na possibilidade no começo, mas como disse a Michele Navega, nunca vi um casamento onde a distribuição não tenha virado bagunça! E como não quero muvuca no meu casamento, descartei.
    Já li em outros sites, relatos de noivas em que a distribuição de chinelos foi desastrosa e de extremo mau gosto: tias mais velhinhas que nem dançam no meio do vuco vuco querendo pegar chinelos pra levar pra netinha/sobrinha/vizinha que não pôde ir à festa!
    Sem comentar o falatório das amarguradas que ficarem sem pq acabou ou pq não tinha sua numeração.
    E esse comentário ali em cima de convidados enxendo os saquinhos dos chinelos com docinhos??!?!!?
    Fiquei horrorizada.
    E é péssimo mesmo essa coisa de os convidados já irem pro seu casamento pensando no que vão ganhar!

  58. Fernanda Correia disse ( 21 de outubro de 2010 @ 14:12 )

    Geeeente, esse post rendeeeu! rsrs!
    Me acabei de rir com as opiniões aqui explanadas! Embora eu não concorde com algumas coisas, gostei do bom humor!

    Com relação às havaianas, eu sou a primeira a descer do salto em festas! Me acabo de dançar, então normalmente até carrego meu chinelinho!
    Se eu tivesse $$ disponível, com certeza faria esse agrado às minhas convidadas!!
    É feio mulheres super produzidas, de vestido longo, com chinelão no pé?!? MAIS FEIO AINDA é convidado de cara feia nas mesas!

    Às meninas que aguentam ficar de salto até o fim da noite, meus sinceros parabéns!! Acho lindo quando a finesse da pessoa supera qualquer desconforto! rsrs

    Ah e também ODEIO essa coisa de “Tem que ter”! Tem que ter o que EU quero, e o que EU posso pagar! hunf!

  59. Liége disse ( 22 de outubro de 2010 @ 00:17 )

    Opa! Jane para presidente (rsrsrsrs). Convidado anda muito mal acostumado mesmo! Fui recentemente a dois casamentos – que não tinham havainas – tava tudo lindo, perfeito, etc, mas mesmo assim saiu gente reclamando. Mas, quem se importa mesmo com o casal não liga pra nada dessas coisas. Ainda mais porque aqui no Brasil temos (leia-se “pais e sogros têm”, pelo menos no meu caso) a mania de achar que tem que convidar todo mundo que você conhece minimamente, então lá se forma uma lista de 300 pessoas fácim, fácim. Então, gente, acho que tem que abstrair um pouco, saber que muitas pessoas que estarão ali nem sequer te conhecem, e fazer aquilo que você acha bom para você e que caiba no seu bolso! Nada de ficar achando que tem que agradar convidado além do essencial da festa não!
    Se você quer fazer por VOCÊ coisas como havaiana e 300 lembrancinhas, porque é seu sonho, etc, como já foi dito, tudo bem, mas essas coisas “tem que ter” cansam a beleza de qualquer noiva, né não?

  60. Liége disse ( 22 de outubro de 2010 @ 00:26 )

    Gente, só para deixar claro, não tenho nada contra as festas com bastante pessoas, inclusive a minha vai ter mais do que eu queria, mas só estou dizendo que, como muitas vezes acontece de ter várias pessoas que não são tão próximas, acho que a gente tem que fazer aquilo que gosta e que no mínimo vai fazer felizes as pessoas mais íntimas e queridas :) Porque, afinal, a preparação do casamento envolve muitas opiniões alheias e tendências da época, então é natural que a gente possa se perder em meio a tantas referências tb, então acho muito importante refletir sobre aquilo que será realmente importante para nós nesse dia.

  61. Leticia disse ( 22 de outubro de 2010 @ 10:13 )

    Essa questão dos 300 convidados é o mal que me atormenta! rsrs
    Queria fazer um mini wedding: 100 no máximo!
    Mas o noivo não tem o msm conceito que eu tenho, ele acha que deve convidar 200 tios, primos, vizinhos, papagaios e cachorros…
    Foi muito difícil, mas chegamos num acordo: 200 e não se fala mais nisso.
    Pensam que deu certo? Doce ilusão, nossa lista já passou dos 260, com os amigos dos pais, que FAZEM QUESTÃO DE CONVIDAR, NEM QUE TENHAM QUE PAGAR A MAIS pelos convidados que levarão.
    Então, desacreditei do casamento pequeno e estou deixando as coisas caminharem, comprei muita briga com o noivo e meus pais por querer um casamento pequeno. E sinceramente, acho que não vale a pena fazer meu almejado mini wedding com gente emburrada e contrariada pq quis convidar os amigos e não podia.
    Minha mãe principalmente, e como sou a única filha, não vou ficar criando caso com ela, deixa ela ser feliz convidando todas as amigas! rs
    Claro que está saindo muito mais caro do que pretendíamos, mas está dando tudo certo, janeiro tá quase aí e NÃO VAI TER HAVAIANAS… rs
    Mesmo sabendo que vai ter falatório e que muita gente vai sair decepcionada pq não ganhou chinelinho.

  62. carlinha disse ( 22 de outubro de 2010 @ 22:51 )

    as pessoas pequenas, que usam 33/34, sempre ficam de fora dessas contagens!!!

    brincadeiras a parte, pra falar a verdade, também nem sou fã de alguns desses modismos de casamento. respeito o sonho de cada uma, mas, pessoalmente, acho que os casamentos ficam cópias um do outro… também nunca me importei em ficar de salto até o fim das festas.
    já casei (há 4 anos) e no meu casamento não teve nada disso, nem mesmo acessórios “divertidos”, e mesmo assim todo mundo dançou e se divertiu horrores na pista!

  63. Glauce disse ( 27 de outubro de 2010 @ 14:48 )

    “A únia coisa que “tem que ter”, num casamento, são os noivos.” hahahahaha! achei engraçado…
    Mas é verdade, as noivas (principalmente elas) geralmente ficam muito preocupadas se as pessoas vão gostar disso ou daquilo, se pode ou não fazer algo. O casamento é dos noivos e eles decidem. Respeitando os convidados acho q qq coisa vale! =)

  64. Glauce disse ( 27 de outubro de 2010 @ 15:34 )

    Eu tinha pensado em presentear os convidados com uma muda de alguma planta, colocaria em um vasinho legal e uma tag de agradecimento com informações sobre como cuidar da planta.
    Eu achava q era um presente útil e mto legal.
    Mas como faço parte de 90% das noivas, que têm tempo e orçamento apertados, acabei não indo atrás das plantas e presenteei cada convidado com um bem casado apenas.
    Acho válido dar sandálias, mentas, o que quer que seja, porém, é tão legal fazer algo diferente, que não tenha em toooodos os outros casamentos. Acho tão legal surpreender os convidados que não esperavam por algo.
    Certa vez fui em um casamento em que as alianças foram levadas por um rapaz usando pernas de pau, em clima totalmente circence. Os convidados amaaaaram, só ouvi elogios. Era algo que ninguém esperava. Pensem nisso também, noivinhas! Bjos!

  65. Kelle disse ( 28 de outubro de 2010 @ 01:27 )

    Parabéns Géo! meu noivo era contra os chinelinhos personalizados (ele disse que não queria ninguém pisando nos nossos nomes, rsrsrs!) e afirmou que só aceitaria se fosse algo parecido ou igual à sua sugestão. Saiba que os meninos também lêem seu blog, hehehe! Há! e só para completar: TÔ COM A FABI, CAROLLLLLLLLLLL E AS DEMAIS QUE RESPEITAM A OPINIÃO DE CADA UM E NÃO ABROOOOOOOOOO.

  66. Marilia disse ( 7 de novembro de 2010 @ 11:00 )

    Ola,
    Dê uma olhada nesse modelinho que diferente!
    http://mariliaabbud.com.br/blog/?p=308

    beijos
    Marilia

    http://www.mariliaabbud.com.br

  67. luli disse ( 14 de dezembro de 2010 @ 01:20 )

    Renata…muito pertinente e bem humorado tudo que vc disse!!!

    Eu desisti de ir à casamentos depois que me ofereceram um par de óculos medonhos e uns canudinhos neon pra ficar palhaçada…ah, e eu sou lá de ir em festa de casamento pra fazer papel de palhaça!?

    Bom, anos depois eu resolvi que era hora de ir em um outro…e lalalala…distribuição de Havaianas?? ã?
    Saudade dos casamentos de antigamente que, mesmo os mais humildes, eram cheios de pompa e cerimônia, bonitos de se ver…hoje é tudo boate, minha gente?? E todos casamentos de noitchhhh porque é tão chique…not.

    Ah, vai levar mais alguns anos para eu ir em outro.

  68. Ju disse ( 10 de outubro de 2011 @ 21:58 )

    talvez o comentário seja meio atrasado, mas na rua Cavalheiro no bras tem vários revendedores de havaianas, comprei por R$ 6,70 cada, sem personalizar – 2692-2200. Tinha visto os de EVA por R$ 5,80, então achei que a diferença valia a pena. :)

  69. Yvette disse ( 18 de maio de 2012 @ 10:27 )

    Havaianas have to be the most comfortable flip flops there are. I went to Rio last year and bhguot and pair and I’ve worn then ever since. Even in winter.

  70. Luciana disse ( 19 de julho de 2013 @ 12:37 )

    Sei que to um pouco atrasada com o post, má só que tenho a dizer é que adooooro havaianas em casamentos, garante o conforto das convidadas na hora da festa. Ao invés de suas amigas sentarem na hora da banda porque o pé começou a dor, elas irão animar a festa e fazer valeu cada centavo que você gastou com a banda / DJ…
    Site muito em conta é a Peggy, ta custando 3,85. Fica a dica…

Comentário