18.10.2010 | por georgia

Muita inspiração

O casamento da Fernanda e do Danilo já passou há um tempão. E há um tempão ele está salvo na minha pastinha de “favoritos”. Está salvo, aliás, em “décor” e em “vestido”.

O décor, pela criatividade e ousadia. E o vestido, por ser todo de renda renascença, feito à mão. Entenderam? RENDA. RENASCENÇA. FEITO. À. MÃO.

Aí, dia desses, fiquei sabendo que a Fernanda está disposta a vender seu Martha Medeiros para alguma noiva que saiba o que é bom na vida tenha se encantado com ele.

Se você está agora dando pulinhos e pensando “Achei meu vestido! Achei meu vestido!”, mande um e-mail pra mim, que eu te coloco em contato com a Fê!

Perguntei pro maridón se ele não queria me dar de presente de natal o vestido dela. Agora estou com medo de ele me encher de calmantes e mandar me internar.

15.10.2010 | por renatafernandes

Penne ao Funghi

Olá a todos!
Semana passada a Geo contou meu segredo para vocês, e fiquei bem feliz com os recadinhos que foram deixados! Muito Obrigada!

Continuando com minha série “to meio enjoada de doces” a receita de hoje é um Penne ao Funghi que você pode fazer só pra você e o Maridón, ou chamar um casal de amigos para um jantarzinho (olha só, não me venham com esse papinho de “não gosto de funghi”, pode fazer com atum, ou frango, ou carne moída! Se forem esses outros ingredientes, você nem vai poder empinar o nariz e falar: “fiz um penne ao funghi” pra pessoa pensar que deu o maior trabalhão, mas vocês verão que não dá trabalho!)

Primeiro passo: hidratar o funghi. Para um casal, 25g já é suficiente.
Lave o funghi, coloque num recipiente e coloque 1 xícara de água fervente. Aguarde 30 minutos, tire o funghi e pique. Guarde a água escura.

hidratando o funghi

Pique meia cebola e frite na panela de pressão, acrescente o funghi picadinho. Refogue um pouquinho.

Colocar a massa (para dar certo pode ser Penne, Fusilli ou Farfalle), jogar a água usada para hidratar o funghi. Se a água não cobriu bem a massa, adicionar mais água. Acrescente o sal, dê uma misturadinha e feche a panela!

preparo e finalizacao do penne ao funghi

Depois que a panela “pegar a pressão” (gente, nao sei outra forma de falar isso. É quando ela começa a fazer um barulho alto), aguarde 4 minutos.
Tire a pressão, abra a panela e prove a massa. Se ela ainda estiver MUITO al dente pro seu gosto, mexa tudo, veja se não secou muito a água (se baixou muito, coloque mais um pouquinho) e feche novamente. Dessa vez, aguarde somente uns 3 minutos depois que pegar a pressão.

Para finalizar, acrescente duas colheronas de requeijão ou uma caixinha de creme de leite.

Assim, fácil, fácil!
Tá vendo como a panela de pressão não é só pra cozinhar a lata de leite condensado?

Beijos e um ótimo fim de semana!

14.10.2010 | por georgia

Diga “Obrigada” !

Muitas de vcs já devem conhecer a Jane. Ela escreve no Beijo de Pracinha e também no Casarei.
A gente vive se conversando (na verdade, eu estou subornando ela para trocarmos de lugar e eu voltar a morar na Alemanha e ela no Brasil), e dia desses ela me mandou fotos dos cartões de agradecimento que ela fez depois que se casou.

Eu sou meio cri-cri quando o assunto é “papelaria com foto”, mas achei tão fofo o jeito que ela fez! Sem texto, sem breguice, sem quase nada.
Só uma foto bem alegre, dentro de um cartão escrito a mão. Leram isso? Escrito.a.mão!

E eu adoro as silhuetas que eu queria que ela fizesse um videozinho ensinando a gente a fazer.

E lembram dos carimbos, que eu uma vez até sorteei aqui? Pois é! Eles apareceram no envelope, com as silhuetas, os nomes e o endereço (que tá borradinho na foto, porque, né? vai que alguma leitora doida resolve fazer uma visita pra Jane).

PS: Vcs viram que o post ficou meio ao contrário, né? Acho que o certo seria começar com o envelope fechado e ir mostrando aos pouquinhos. hihihi Um dia eu aprendo. #abapha

12.10.2010 | por georgia

O Destination Wedding da Débora

Esse post é bem especial pra mim.
Primeiro porque eu estou usando escondida o computador do maridón eu vou falar de um casamento lindo, em Porto de Galinhas, pelo qual eu esperei ansiosamente nos últimos meses.

Segundo, pela Débora.

Eu me envolvi tanto com essa leitora, que no dia do casamento, eu nåo conseguia pensar em outra coisa.… afinal, eu dei pitaco dos presentes das madrinhas até o vestido da noiva!

E hoje, quando vi as fotos da Marina Favato (aliás, mandou muito bem!), tudo me pareceu tão “exatamente como eu tinha imaginado”! Eu quase pude sentir o cheiro de praia, ouvir as risadas da mulherada, ver o Ed correndo atrás da bolinha…

Espero que o casamento da Dé inspire todas aquelas que sonham com um destination wedding.

Eu sei que dá um frio na barriga pensar em organizar um casamento a distância, levar todos os convidados, o cachorro (hehehe)…

Mas olhem bem no rosto da Dé nessas fotos…. ela não me parece muito arrependida, não… rs

Gente fina combina a faixa do vestido com o mar de Porto de Galinhas. Um dia eu chego lá! hehehe

09.10.2010 | por georgia

Em Goiânia é assim!

No mundo dos casamentos, a gente conhece as cariocas pela animação na pista ; as paulistanas, pelos projetos de decoração ousados; as gaúchas, pela tradição… e as goianas pela elegância!

Eu tenho uma noiva que veio de Goiânia, e confesso que o bom gosto dela chega a me assustar às vezes! Enfim… a Tainara ( esse é o nome da noiva que acha essencial que as toalhas sejam de linho com ponto ajour) sempre me fala dos eventos de Goiânia, e eu fico babando no bom gosto que esse povo tem!

Pensa num povo clássico. Pensa num povo que sabe o que é fino! Todos os goianos que eu conheço nascem com um detector de coisas chiques embutido e os que não nascem, compram esse detector depois do primeiro CD.

Aí, dia desses, tava eu procurando fotos de casamentos em Goiânia (pra ver se aprendo a ser chique assim!) e dei de cara com essas fotos, da Junia.

Agora me diz se não é tudo nessa vida combinar a taça com o sousplat? E essa renda? E o guardanapo?

Parabéns às noivas goianas, por terem o Zezé di Camargo a elegância como patrimônio da região!

08.10.2010 | por georgia

Próxima inspiração…

Vendo esse videozinho, eu só consigo pensar em uma coisa: Eita, que hómi feio! Quero organizar um casamento inspirado na Alice!

Bobby & Priska Photoclip from Axioo on Vimeo.

Obrigada à leitora super fofa, que me mandou a indicação pelo Twitter!

08.10.2010 | por georgia

Deve ser uma fortuna!

Hoje recebi um e-mail mais ou menos assim:

“Oi Geo! Amei a festa da Carol! Imagino que jamais poderia arcar com o valor da sua assessoria, mas quero dizer que sonho todas as noites com você planejando meu casamento (…)”.

Então é assim que vocês pensam?
Que a minha assessoria é caríssima, só porque eu tenho um blog?

Tenho a impressão de que muitas noivas nem pedem orçamentos para alguns fornecedores, só porque eles estão em evidência em blogs, revistas, etc…

Gente! É uma baita bobagem isso!
Tudo bem, pode ser que “aquele-fornecedor-super-da-moda” tenha mesmo um preço acima do que você planejou investir naquele serviço; mas se você não pedir um orçamento, você nunca vai saber!
Já pensou se você contrata um serviço “B”, e depois descobre que a diferença era mínima?

Minha sugestão é jogar no lixo todo pré-conceito, e arriscar!
Vai que você pode ter fotos incríveis, macarons deliciosos, uma decoração marcante, ou uma assessoria tão legal quanto a da Carol? hehehe

Lembrem-se que nem todos os profissionais escolhem seus clientes de acordo com o budget da festa. Muitos (tipo eu!!!) priorizam a empatia e o bom-gosto!

Amo vocês, suas medrosinhas!

beijo

Geo

PS: Tô pensando em lançar uma campanha com o slogan ” Trabalho com casamentos, mas tenho um coração.” rs